• Quinta do Carmo

Quinta do Carmo

Desde que a região do Alentejo despontou no cenário do vinho português de alta gama, o nome Quinta do Carmo é um de seus players mais ilustres. A história da bela propriedade do século XVII, localizada próximo à cidade de Estremoz, é um roteiro com pitadas de romance e inovações. Conta-se que fora dada de presente pelo Rei D. João V a uma cortesã por quem estaria apaixonado. Vem dessa época o nome Quinta do Carmo, em homenagem a uma capela dedicada à Nossa
Senhora do Carmo, construída no local.

Os capítulos mais recentes incluem grandes personalidades do vinho, como o grupo francês Lafite-Rothschild, que vendera a marca Quinta do Carmo ao grupo Bacalhôa Vinhos de Portugal, em 2008. Desde então, a adega funciona como centro de vinificação e produção de todos os vinhos do Alentejo sob a chancela do grupo Bacalhôa. Apesar da impressionante capacidade de produção – 3 milhões de litros por ano! – e de processos modernos, a filosofia é artesanal, com cubas de fermentação de pequena capacidade para a vinificação separada por castas. Há ainda uma ala dedicada a vinificações especiais, equipada com lagares robotizados.

Já no campo, a Quinta do Carmo conta com 350 hectares de vinhedos plantados com Aragonez, Trincadeira, Alfrocheiro, Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Syrah e Cabernet Sauvignon, além de castas brancas típicas. Todos os vinhos são elaborados com uvas próprias e mediante um controle minucioso de cada etapa, da colheita ao engarrafamento. Isso garante maravilhosos tintos e brancos Quinta do Carmo e ótimos vinhos Dom Martinho e Monte das Ânforas. Trata-se de um portfólio seguro, com opções de vinhos deliciosos em diferentes faixas de preço.

FOTOS E VÍDEOS