• Raposeira

Raposeira

Portugal
Ano de criação:
1898

Uma das vinícolas históricas de Portugal, a Raposeira produz espumantes desde 1898 e é, portanto, uma “velha conhecida” dos portugueses. Seus espumantes são os mais consumidos no país e com frequência aparecem nas avaliações como “boas compras”.

Os proprietários fundadores aprenderam a arte de produção de espumantes de alta gama em Champagne e, de volta a Portugal, plantaram as uvas clássicas da nobre região francesa (Chardonnay e Pinot Noir) ao lado das autênticas castas portuguesas, como as brancas Malvasia Fina, Cerceal e Gouveio Real, e as tintas Touriga Franca, Tinta Roriz e Touriga Nacional.

A Raposeira situa-se na região demarcada de Távora-Varosa, que faz fronteira com o Douro e na qual os monges cistercienses já elaboravam vinhos borbulhantes em 1678. O portfólio é diversificado em estilos – há espumantes brancos, rosés e também tintos, todos muito saborosos e bem talhados. Eles são produzidos de acordo com o método tradicional, ou seja, com segunda fermentação na garrafa e obedecendo as operações artesanais da cartilha de Champagne, como rémuage e dégorgement.

Administrada, atualmente, pela Murganheira, a Raposeira agregou dois vinhos durienses ao seu portfólio: o tinto e o branco RP, que são ótimos achados e comprovam o talento da Raposeira também na elaboração de vinhos de mesa.

FOTOS E VÍDEOS