Luís Duarte Vinhos

Portugal / Alentejo

Ano de criação: 2004

Enólogo: Luís Duarte


Luís Duarte faz parte da primeira turma de graduação em enologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – curso criado em 1989 –, integrando, por isso, uma geração pioneira de enólogos portugueses. Sua ascensão foi meteórica. Recém-formado, aos 21 anos, juntou-se à equipe que arquitetou o projeto da Herdade do Esporão, no Alentejo, chamando a atenção pelo enorme talento. No início dos anos 2000 passou a atuar também como enólogo-consultor nessa região que despontava para o olimpo dos vinhos lusos. Ajudou a conceber os tintos e brancos da Quinta do Mouro e da Herdade da Malhadinha Nova e, desde 2002, acumula a função de diretor-geral da Herdade dos Grous.

Aclamado várias vezes como um dos melhores enólogos de Portugal – no concurso Melhores do Ano 2014 da Revista Wine-Essência do Vinho, mereceu o título “Enólogo do Ano”, o qual já havia conquistado duas vezes no prêmio da Revista de Vinhos (em 1997 e 2007), além de ter sido nomeado, em 2010, para o prêmio Melhor Enólogo do Mundo da revista alemã “Der Feinschemecker” –, Luís Duarte também investiu em um projeto próprio, o Rapariga da Quinta – uma proposta lançada por seu importador no Brasil. Há pouco mais de uma década, a partir dos vinhedos ao redor de sua casa, eram colhidas as uvas para compor o primeiro Rapariga da Quinta Colheita (safra 2004), que em pouco tempo se consagrou como um excelente “best buy” pela imprensa especializada. O portfólio cresceu, incorporando o Rapariga da Quinta Reserva, cuja safra inaugural (2008) mereceu nada menos que 94 pontos da revista Wine Enthusiast, ficando em 11º lugar entre os 100 melhores vinhos de 2010. O Rapariga da Quinta Select tinto e o Rapariga da Quinta branco e rosé complementam a linha. As mais recentes estrelas do portfólio pessoal de Luís Duarte são o tinto e o branco Rubrica – ambos classificados como “altamente recomendados” em todas as safras avaliadas pela Wine Enthusiast. Por isso, quem quer conhecer o que se faz de melhor no Alentejo e em Portugal, não pode deixar de provar esses vinhos.

O seu percurso profissional tem sido marcado pelo pioneirismo, pela capacidade de estar sempre um passo à frente do seu tempo, pela capacidade de arriscar e pela frontalidade e espírito prático com que tem assumido os desafios
Rui Falcão, crítico português

Share on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone


Fotos e vídeos

Épice - Importação | desenvolvido por: Pivot 08